Skip navigation
Result
Title: Digestão de amostras geológicas para a quantificação de elementos das terras raras: Uma abordagem sustentável
View/Opensta-111.pdf ( 1.69 MB )
Full metadata record
DC FieldValue
dc.contributor.authorOliveira, Andrey Linhares Bezerra de
dc.contributor.authorCarneiro, Manuel Castro
dc.contributor.authorAlcover Neto, Arnaldo
dc.contributor.authorAfonso, Júlio Carlos
dc.contributor.authorMonteiro, Maria Inês Couto
dc.contributor.authorSilva, Lílian Irene Dias da
dc.contributor.authorSilva, Lilian da
dc.date.accessioned2021-02-05T14:15:40Z
dc.date.available2021-02-05T14:15:40Z
dc.date.issued2020
dc.identifier.citationOLIVEIRA, A. L. B. et al. Digestão de amostras geológicas para a quantificação de elementos das terras raras: Uma abordagem sustentável. Rio de Janeiro : CETEM/MCTI, 2020. Série Tecnologia Ambiental, 111. 54 p.
dc.identifier.isbn978-65-5919-022-5
dc.identifier.issn0103-7374
dc.identifier.urihttp://mineralis.cetem.gov.br/handle/cetem/2370
dc.description.abstractO interesse na utilização de elementos das terras raras (ETRs) tem sido tão grande que o desenvolvimento de métodos analíticos adequados para a determinação das suas frações mássicas em amostras geológicas tornou-se iminente. Diferentes misturas ácidas têm sido utilizadas nas digestões de amostras geológicas para a quantificação de ETRs, sendo que a maioria contém ácido fluorídrico (HF) para a dissolução dos silicatos. Entretanto, esse ácido é altamente tóxico e seu excesso nas soluções provenientes da etapa de digestão pode causar vários problemas analíticos. Por outro lado, o ácido fosfórico (H3PO4), que tem sido pouco utilizado nas digestões de amostras geológicas, apresenta menor risco de manipulação e, em soluções diluídas, é compatível com os acessórios de vidro e quartzo dos equipamentos analíticos. Esse trabalho teve como objetivo avaliar a substituição das misturas ácidas contendo HF por H3PO4 nas digestões de amostras geológicas para a quantificação de ETRs. O método de digestão consistiu em dissolver 150 mg de amostra com H3PO4 85% m/m (10 mL) a 290°C por 3 h em um sistema aberto. Seis materiais de referência certificados (MRCs) (DC86318, CGL 111, CGL 124, CGL 126, OKA-2 e COQ-1) e três amostras (Araxá, Catalão e Pitinga) foram analisadas por espectrometria de emissão ótica com plasma indutivamente acoplado (ICP OES). As composições mineralógicas das amostras, MRCs e resíduos de digestão, que foram obtidos em quantidades relativamente altas, são apresentadas. Os resultados indicaram que a digestão com H3PO4, em um sistema aberto, é adequada para amostras geológicas contendo diferentes composições mineralógicas, exceto aquelas contendo ETRs associados ao xenotímio. Além disso, a digestão é mais rápida (3 h de digestão) e mais segura quando comparada aos métodos que envolvem o uso de HF em sistemas abertos.
dc.language.isopt_BR
dc.publisherCETEM/MCTI
dc.subjectQuímica verde
dc.subjectTerras-raras
dc.subjectÁcido-fosfórico
dc.subjectAmostras geológicas
dc.titleDigestão de amostras geológicas para a quantificação de elementos das terras raras: Uma abordagem sustentável
dc.typeSpecial Collection
dc.rights.holderAcesso aberto
dc.subject.enGreen chemistry
dc.subject.enRare earths
dc.subject.enPhosphoric acid
dc.subject.enGeological samples
dc.description.abstractenThe interest in the use of rare earth elements (REEs) has been so great that the development of suitable analytical methods for the determination of their mass fraction in geological samples has become increasingly required. Different acid mixtures have been used in the digestion of geological samples for the quantification of REEs, and most of them contain hydrofluoric acid (HF) to dissolve the silicates. However, this acid is highly toxic and its excess in the solutions from digestion step can cause various analytical problems. On the other hand, phosphoric acid (H3PO4), which has been little used in the digestions of geological samples, presents a lower manipulation risk and, in diluted solutions, it is compatible with the glass and quartz accessories of analytical equipments. This technical contribution aimed at replacing HF-bearing acidic mixtures by H3PO4 in the digestions of geological samples for the quantification of REEs. The digestion method consisted of dissolving 150 mg of sample with H3PO4 85% w/w (10 mL) at 290°C for 3 h in an open system. Six certified reference materials (CRMs) (DC86318, CGL 111, CGL 124, CGL 126, OKA-2 and COQ-1) and three samples (Araxá, Catalão and Pitinga) were analyzed by inductively coupled plasma atomic emission spectrometry (ICP OES). The mineralogical compositions of the samples, CRMs and digestion residues, which were obtained in relatively high amounts are presented. The results indicated that the digestion with H3PO4, in an open system, is suitable for geological samples containing different mineralogical compositions, except those containing REEs associated to xenotime. In addition, it is faster (3 h of digestion) and safer when compared to the methods involving the use of HF in open systems.
dc.identifier.sta111
Appears in Collections:Série Tecnologia Ambiental



The itens in the repository are protected by copyright with all rights reserved, except where indicated otherwise.